DÚVIDAS FREQUENTES

Para maiores informações entre em contato com a nossa equipe







1Posso produzir mais do que o meu consumo mensal e vender o excedente?
A energia produzida e não consumida é "armazenada" pela concessionária em forma de créditos (KWh) e poderá ser utilizada em até 5 (cinco) anos. A Legislação vigente ainda não permite a venda de energia excedente para a concessionária ou terceiros.
2Tenho que alterar a fiação elétrica para ter um sistema desses?
Não é necessária qualquer alteração na fiação existente. O sistema se conectará ao ponto mais próximo de 220V que seja apresentado com bitola de fio 2,5 mm2 ou superior (tomada de Ar Condicionado ou chuveiro elétrico por exemplo).
3Preciso trocar o medidor do poste padrão?
Sim. Assim que aprovada a instalação, a concessionária de energia procederá com a troca do medidor convencional (unidirecional) por um medidor Bidirecional. O custo da troca será pago pela concessionária de energia.
4Posso instalar o sistema em um local e consumir em outros locais?
Sim, desde que na mesma área de concessão da Cia. de Energia e em unidades consumidoras registradas no mesmo CPF/CNPJ da unidade geradora. Primeiro será "zerada" a conta da unidade geradora e depois das unidades definidas e ordenadas pelo cliente.
5E se eu não tiver espaço ou o meu telhado não suportar o peso, posso instalar em outro lugar?
Sim. Se a estrutura do telhado não suportar o peso ou mesmo a área for pequena para a instalação dos painéis, existem as instalações em solo e lajes que podem resolver este problema.
6Qual a durabilidade de um sistema de energia Solar?
Existem sistemas em pleno funcionamento com mais de 35 (trinta e cinco) anos. Os inversores são garantidos por 6 (seis) anos contra defeitos de fabricação e os painéis solares tem a garantia de 25 (vinte e cinco) anos para 80% de sua performance.
7Em quanto tempo retorna o meu investimento?
O retorno do investimento varia entre 4 e 6 anos, dependendo da tarifa de energia cobrada na sua região!
8Quanto custa um sistema de geração fotovoltaica?
O custo do sistema varia de acordo com a quantidade de energia a ser gerada. Por ser um sistema modular, a instalação pode ser feita por etapas, ampliando-se o sistema conforme a necessidade e/ou disposição financeira.
9Quanto vou economizar adquirindo um gerador solar?
Você pode economizar praticamente 100% do valor de sua conta de luz atual, ficando apenas com o custo da tarifa mínima de energia. A tarifa mínima, é uma taxa cobrada pela concessionária para manter seu padrão de energia ligado na sua casa, semelhante a taxa cobrada pelas companhias telefônicas para as linhas fixas, na média essa taxa varia entre R$ 30,00 a R$ 100,00 reais, dependendo do tipo de conexão do padrão de energia. (Monofásico, Bifáscio ou Trifásico). Você também economiza algo em torno de 42% de impostos que não serão mais pagos ao governo, agora que você produz sua própria energia elétrica.
1Como posso pagar meu sistema?
Você pode financiar seu sistema em até 60 vezes. Para pessoa jurídica, há a possibilidade de financiamento de até 80% do valor do sistema, com carência de 2,5 anos e taxa de 5,03% a.a. Empresas da área de turismo também possuem vantagem em linha de crédito específica para o setor. Entre em contato conosco e saiba mais.
2Quanto meu sistema vai gerar por mês?
A geração do sistema vai depender da irradiação da cidade onde você mora. Mas fique tranquilo, podemos personalizar seu sistema para que atenda exatamente sua necessidade energética. A EF Solar utiliza um software de alta precisão para descobrir qual o melhor sistema para cada cliente, bem como acompanha sua conta de luz nos primeiros três meses após a instalação do sistema, garantindo a geração esperada.
3Todos os consumidores podem aderir ao sistema de compensação de energia elétrica?
Não. A adesão ao sistema de compensação de energia elétrica não se aplica aos consumidores livres ou especiais, apenas aos cativos, que não têm a opção pela escolha do fornecedor de energia elétrica.
4Em quanto tempo vou recuperar o valor investido?
O retorno do investimento é relativo à sua geração de energia e tarifa cobrada pela concessionária local. Atualmente, o tempo médio de recuperação do investimento está entre 5 e 10 anos, com previsão de redução devido aos altos reajustes das tarifas de energia pelas concessionárias.
5Os painéis fotovoltaicos são resistentes?
Sim. Atualmente os painéis fotovoltaicos de boa qualidade geralmente são feitos com vidro temperado ou acrílico para proteger as células fotovoltaicas que ficam embaixo. Em condições variáveis de teste e experiências reais os módulos podem suportar as mais diversas formas de chuva de granizo.
6Posso compensar meus créditos em outro endereço?
Pode! Com a nova revisão 687 da Aneel você poderá compensar seus créditos de energia em outro endereço, sem que a conta de luz precise estar sob o mesmo CPF ou CNPJ que o da unidade geradora. Para isso, será preciso comprovar o vínculo entre os titulares.
7Como é feito o processo com a concessionária de energia?
Você não precisa se preocupar. O departamento de engenharia fará todo o processo de homologação do sistema junto à concessionária de energia. A EF Solar tem um amplo know how com projetos em mais de 20 concessionárias de energia do país. Sem stress e dor de cabeça para você.
8Qual a diferença entre micro-geração e mini-geração distribuída?
A microgeração distribuída é caracterizada por uma central geradora de energia elétrica, com potência instalada menor ou igual a 75 kW e que utilize cogeração qualificada, conforme regulamentação da ANEEL ou fontes renováveis de energia elétrica, conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.
Já a minigeração distribuída é uma central geradora de energia elétrica, com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 MW para fontes hídricas ou menor ou igual a 5 MW para cogeração qualificada, conforme regulamentação da ANEEL, ou para as demais fontes renováveis de energia elétrica, conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.
9O que é sistema de compensação de energia elétrica?
A Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012 define o Sistema de Compensação como um arranjo no qual a energia ativa injetada por unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída é cedida, por meio de empréstimo gratuito, à distribuidora local e posteriormente compensada com o consumo de energia elétrica ativa. Esse sistema é também conhecido pelo termo em inglês net metering. Nele, um consumidor de energia elétrica instala pequenos geradores em sua unidade consumidora (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos ou pequenas turbinas eólicas) e a energia gerada é usada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser utilizado para abater o consumo em outro posto tarifário ou na fatura do mês subsequente. Os créditos de energia gerados continuam válidos por 60 meses. Há ainda a possibilidade de o consumidor utilizar esses créditos em outras unidades previamente cadastradas dentro da mesma área de concessão e caracterizada como autoconsumo remoto, geração compartilhada ou integrante de empreendimentos de múltiplas unidades consumidoras (condomínios).

Confira o que mudou na Resolução 482 (atual REN 687)

Autoconsumo Remoto
Com a atualização da REN 482 é possível instalar o gerador fotovoltaico em locais distantes do ponto de consumo desde que no território da mesma concessionária de energia e mesma titularidade de Pessoa Física ou Jurídica (ex. empresas Matriz e Filial).
Geração Compartilhada
Na geração compartilhada, pessoas físicas e jurídicas, de CPF e CNPJ diferentes mas que utilizam os serviços da mesma concessionária de energia, podem compartilhar a geração de energia comprovando o vínculo entre os integrantes. Desta forma, é possível transferir os créditos para terceiros como vizinhos, parentes, empresas, etc.
Créditos de Energia
A energia excedente gerada e enviada para a rede da concessionária é convertida em créditos para serem utilizados posteriormente. Na revisão da resolução 482 o tempo para do uso dos créditos de energia passou de 36 para 60 meses. Ou seja, o cliente terá 5 anos para usar a energia que ele gerou e não consumiu.
Uso em condomínios
É possível gerar energia compartilhada com múltiplas unidades consumidoras (condomínios) caracterizados pela utilização da energia elétrica de forma independente. Como os condomínios têm pouca área de telhado, a energia gerada será fracionada para cada unidade consumidora, bem como para as áreas de uso comum, reduzindo o valor da conta de luz.